💡

Módulo #4 - Idear

📌 Para assistir a aula #8, do dia 09/07, clique aqui

📌 Para assistir a aula #9 do dia 14/07, clique aqui

📌 Para assistir a aula #10, do dia 16/07, clique aqui

📌 Para assistir a aula #11, do dia 21/07, clique aqui

⚠️ Não é necessário dar check-in nos módulos, temos o formulário de envio de atividades na página principal (:

Slides das duas aulas

💡 Dicas de leitura

Highlights

Aula #8

  • Idear trata-se explorar e gerar alternativas de como se pode resolver um problema, mas mantendo em mente que é mais importante encontrar a ideia do que é provável e possível de fazer e não a ideia mais correta.
  • Para se explorar boas alternativas é importante que a definição de problema esteja clara o suficiente, ou seja, tenha-se claro o objetivo do projeto.
  • Regras para se manter na cabeça:
    • Não existe certo errado (e não julgue a ideia de outras pessoas);
    • Faça mais, fale menos
    • Construa em cima da ideia das outras pessoas
    • Tire qualidade da quantidade
    • Quanto mais referencias, mais ideias.
    • Não se apegue às suas ideias!
  • Principais ferramentas utilizadas: Brainstorming, Benchmarking, Mapa Mental, Crazy 8's, 4x4x4, Painel Semântico, Workshop de ideação, Jornada do usuário

Aula #10

  • Até este momento do projeto, tudo trata-se de hipóteses. Então, é preciso focar nas partes essenciais da solução para testá-la o mais rapidamente, pois até um produto entrar no ar e começar a apresentar resultados, tudo é uma incerteza;
  • MVP (minimum viable product) é a versão mínima que precisamos fazer para atingir um determinado objetivo, por isso é considerada uma ferramenta de aprendizado;
  • Tipos mais comuns de MVP:
    • Protótipos
    • Landing pages
    • Concierge ou Recepcionista
    • Mágico de Óz
    • Single Feature
    • Duplo ou Teste A/B
  • Comece fazendo um brainstorm de funcionalidades que o produto terá? O que as pessoas usuárias deve fazer para que tenham suas necessidades atendidas?
  • Depois pode-se utilizar uma técnica de priorização, como MoSCoW ou Matriz de Esforço x Impacto
  • Diferença de Sitemap x User flow
    • Sitemap é recomendado para dar visão da hierarquia de navegação.
    • User flow é recomendado para dar visão de eficiência das tarefas, pois ajuda a tornar o fluxo mais simples.
  • Rabiscoframe:
    • Representam a estrutura básica da interface, ajudando a visualizar rapidamente seu conceito;
    • Recomenda-se desenhar antes no papel, como um esboço/rascunho, antes de ir para um software de prototipação

Atividades do módulo de Ideação

Aula #8

  • Criar um moodboard: painel de referências (soluções análogas, interface, produtos concorrentes) e escolher um produto para fazer uma análise heurística
  • Fazer uma rodada de brainstorming: escrever o máximo de ideias que surgem, pode utilizar alguma técnica junto, como Mapa Mental ou Crazy 8's
  • Criar uma jornada ideal do usuário: como ele viveria a experiência de conhecer, experienciar e pós-vivenciar o seu serviço/produto
  • Store: resuma seu projeto em como se pode expô-lo ao mercado, ou seja, como se fosse uma manchete de jornal, ou neste caso, como uma loja de downloads de aplicativo

Aula #10

  • Fazer um brainstorm das funcionalidades que o produto (web ou aplicativo) terá;
  • Fazer a priorização destas funcionalidades usando o método MoSCoW;
  • Fazer o user flow de como as pessoas usuárias acessam e interagem com tais funcionalidades;
  • Fazer o rabiscoframe (desenho em papel) do user flow, já tendo uma noção da estrutura básica que será o produto (web ou aplicativo).